Carpinteiro alentejano assaltado


Partilhar:

Um carpinteiro alentejano foi assaltado.
Quando presta declarações na esquadra, o homem lamenta-se:
– Eu sempre desconfiei de comunistas…
– Comunistas? Mas o homem que o assaltou era comunista?
– Era, pois! Tenho a certeza!
– Então como é que sabe?
– Ora… Ele entrou na carpintaria, pegou no martelo e foi-se(“foice”)!

Comentar!