Vantagem de ser daltónico


Partilhar:

vantagem daltonico

Consegui!!
(Vantagens de ser daltónico.)

Irmãs flores


Partilhar:

A professora pergunta ao aluno:
– Fernandinho, quantos irmãos tens tu?
– Tenho oito, mas são todas raparigas e com nome de flores. M
– Ai sim, como se chamam? – pergunta a professora.
Ao que o Fernandinho responde:
– Magnólia, Tulipa, Jasmim, Violeta, Hortensia, Rosa, Margarida e a Azaleia!
A professora espantada pergunta:
– Então como se chama a tua mãe?
– Trepadeira!!

Anedota enviada por Cag Adão.

Candidata a baby-sitter


Partilhar:

Vai uma rapariga candidatar-se a baby-sitter de um casal rico.
– Acho que você ainda é muito pequena, para ficar a tomar conta do nosso filho. – diz uma mãe para a candidata.
– É uma vantagem, minha senhora! – respondeu a candidata.
– Se eu deixar cair o bebé, a queda é de pouca altura!

Anedota enviada por Cag Adão.

Angolano no registo do filho


Partilhar:

Um angolano residente em Portugal quer registar o seu filho recém-nascido:
– Bô dia! Eu querer registar meu minino que nasceu otem.
– Muito bem. O seu filho nasceu ontem, é do sexo masculino… e qual é o nome?
– Marmequer Bicicreta. – respondeu o angolano
– Desculpe! Quer chamar ao seu filho Malmequer Bicicleta?!
– É.
– Desculpe, mas não posso aceitar esse nome. – diz o homem do registo.
– Não pode, porque tu é racista! Si meu minino fosse branco, tu punha.
– Não tem nada a ver com racismo. Esse não é um nome admitido em Portugal.
– Tu é racista. Si meu minino fosse branco, tu punha esse nome a ele. Tu não põe, porque meu minino é preto.
– Já lhe disse que não tem nada a ver com racismo. Malmequer Bicicleta não é nome de gente.
– Ai não! Então porque é que tu tem uma branca chamada Rosa Mota?

Anedota enviada por Pessegão.

Rapazinho e os gatinhos


Partilhar:

Um rapazinho dos seus sete anos chorava à porta de sua casa!
Uma senhora que ia a passar perguntou-lhe porque chorava:
– Foi a minha mãe! – explicou o garoto aos soluços.
– Ela é muito má e… afogou os gatinhos!!
– Pobre criança! Agora compreendo… querias ficar com os gatinhos, não era?!
– Não!! – respondeu o garoto cheio de raiva – Queria ser eu a afogá-los…

Anedota enviada por Tasca Gado.