Escola para gagos


Partilhar:

Na rua, um homem interpela um transeunte:
– De-de-desc-culpe. Sa-sa-sa-be-me di-dizer on-on-onde fi-fi-fica a esco-co-cola para ga-ga-gagos?
– Ora, mas para quê? O senhor já gagueja tão bem!

Ministra da saúde de visita


Partilhar:

A ministra da saúde vai visitar um hospício.
Um vez no edifício, cruza-se com um maluco que lhe diz:
– Boa tarde. Quem é a senhora?
– Eu sou a ministra da saúde!
– Ai coitadinha… Mas olhe, não se preocupe que eles vão curá-la! Eu quando vim para aqui também julgava que era Napoleão e agora já estou bem!

Dador de sangue?


Partilhar:

No hospital, diz o médico:
– O senhor é o dador de sangue?
– Não, eu sou o da dor de cabeça!

Escrever na memória


Partilhar:

Um amigo diz a outro:
– Sabes, estou a escrever as minhas memórias.
– Eh, pá… Fazes muito bem! E que tal, como é que está a correr?
– Está a correr bem… Estou agora a chegar àquele dia em que te emprestei cem euros…

Paralítico e um cego


Partilhar:

Diz um paralítico a um cego:
– Olha ali aquela gaja! Que boa!
– Ai sim? Porque é que não vais a correr atrás dela, então?

6 de 71234567