Alugar um barco


Partilhar:

Um turista pretende alugar um barco para dar um passeio pelo lago Tiberíade e pergunta o preço à hora.
– Mil euros. – responde o empregado.
– O quê?! – reage o turista espantado. – Mil euros?! Mas isso é incrivelmente caro!
Ao que o empregado responde:
– Não se esqueça de que este não é um lago qualquer! O Senhor está no Tiberíade, o lago que o próprio Jesus Cristo atravessou a pé!
– Não me espanta nada… Com estes preços!

Anedota enviada por Amilcar Alhão.

Submarino passa por duas sardinhas


Partilhar:

Um submarino passa por duas sardinhas, que eram mãe e filha.
– O que era aquilo, mamã? – pergunta a jovem sardinha!
– Nada de especial, são homens em conserva! – responde a Mãe!

Anedota enviada por Amilcar Alhão.

Alentejanos e as palavras cruzadas


Partilhar:

Um alentejano, comprou um jornal e no fim de o ler, põe-se a fazer as palavras cruzadas. A uma dada altura, vira-se para um amigo:
-Compadri, pode-me ajudari?
-Atão o que é que queri? Nã sabe leri?
-Sei, mas estou a fazeri as palavras cruzadas…
-Mas queri ajuda?
-Quero sim
– É assim: aqui diz “Órgão sexuali femenino, com 4 letras”, já descobri a 2ª é o O e a 4ª letra é A. O que é que será?
-Depende, é horizontali ou verticali?
Ao fim de algum tempo responde-lhe:
-É horizontali…
Então responde-lhe prontamente o outro:
-Atão vomecê na sabe que é a boca?

Anedota enviada por Zeca Galhão.

Já esperava isto, já esperava isto…


Partilhar:

O avião levanta voo e o homem começa a dizer, com uma cara de aflito:
– Já esperava isto! Já esperava isto!
E de vez em quando, repetia:
– Já esperava isto!
O avião entra num poço de ar, faz uma cabriola e o homem diz:
– Isto é que eu não esperava! Isto é que eu não esperava!
Divertido e um pouco intrigado, o passageiro do lado pergunta-lhe:
– Ó amigo, porque é que o senhor vem a dizer que já esperava isto e agora diz que isto é que não esperava? Um poço de ar é uma coisa que se espera sempre, quando se anda de avião!
– Olhe, eu já esperava que me borrasse todo quando o avião começasse a voar! – diz o homem.
– O que não esperava é que com aquela reviravolta a m**da me chegasse ao pescoço!

Anedota enviada por Zeca Galhão.

O chinês e o Spielberg


Partilhar:

Um Chinês entra num bar em Nova York, vê o Steven Spielberg.
-Olha o Spielberg! Gostava de o conhecer. – pensa ele.
O Spielberg passa pelo Chinês e espeta-lhe um murro no focinho pondo-o a sangrar do nariz.
-Hei… Porque é que foi isso? – pergunta o chinês.
-Vocês, os Japoneses, mataram o meu avô quando bombardearam Pearl Harbour.
-Mas eu não sou Japonês! Sou Chinês.
-Chineses, Tailãndeses, Japoneses é tudo o mesmo.
-Quando o Spielberg vai para ir embora, o Chinês chega-se ao pé e enfia-lhe um murro nas trombas.
-Então?…Para que foi isso? -Pergunta o Spielberg.
-Estúpido Americano! Tu mataste a minha avó quando afundaste o Titanic…
-Mas não fui eu que afundei o Titanic! Foi um iceberg!
-Iceberg, Carlsberg, Spielberg é tudo o mesmo!

Anedota enviada por Zeca Galhão.