O dicionário


Partilhar:

O Joãonzinho chega a casa, a chorar, e diz ao pai:
– Pai dá-me um dicionário !!!
– Hoje o dia correu-me mal! Estou com pouco dinheiro! Mas afinal para que é que queres o dicionário ?! – pergunta o pai ao Joãonzinho.
– Para ir para a escola! – respondeu o Joãonzinho.
– Querias… vai a pé!!!

Pilotos cegos


Partilhar:

Era uma vez dois cegos, que eram pilotos de avião.
Os cegos estavam a entrar no avião, de óculos escuros e de bengala de cego, e toda a gente estava a olhar para eles e pensavam:
– Como estamos a chegar ao Carnaval, isto deve ser uma partida, para estarem assim vestidos de cegos.
Mas a verdade é que eles eram mesmo cegos.
Então o avião começou a andar…
Aos 1000 metros, o avião ia com as rodas todas no chão… 500 metros, o avião estava com as rodas todas no chão… 100 metros as rodas todas no chão…
Os passageiros já estavam a achar estranho.
Aos 50 metros as rodas todas no chão… 20 metros as rodas todas no chão, e os passageiros:
– Ahhhhhhhhhhhhhhhh!!!
Mesmo a acabar a pista, o avião levanta voou e os passageiros respiram de alívio.
Já no ar, um piloto vira-se para o outro e diz:
– Se um dia eles não berram estamos “lixados”.

Bom e muito bom advogado


Partilhar:

Qual é a diferença entre um advogado bom e um advogado muito bom?
O advogado bom conhece a lei; o advogado muito bom conhece o juíz.

Morcego com medo de envelhecer


Partilhar:

Dois morcegos estão pendurados de pernas para o ar.
Diz um deles para o outro:
– Sabes qual é o meu maior receio relativamente a envelhecer?
– Qual?
– Incontinência…

Trampolins no Pólo Norte


Partilhar:

Porque é que há trampolins no Pólo norte?
Para o urso polar.