Homem bom na cama


Partilhar:

Uma mulher, farta dos pontapés e das estaladas que o marido lhe dava quando estavam na cama, decide separar-se e pôr um anúncio no jornal, à procura de um homem que não desse pontapés, nem estaladas, mas que fosse bom na cama.
Certo dia, tocam à campainha e ela abre:
Era um homem sem braços e sem pernas, numa cadeira de rodas.
-O que é que o senhor deseja?
-Venho por causa do anúncio, como vê, não lhe posso dar pontapés, nem estaladas.
-Mas o senhor não deve ter lido o anúncio todo, eu pedia também um homem bom na cama.
-Oiça lá! E como é que julga que eu toquei à campainha.

Anedota enviada por Amilcar Alhão.

A disputa da janela


Partilhar:

Num restaurante uma senhora chama o empregado.
-Importa-se de abrir a janela antes que morra abafada?!
No outro canto da sala grita uma senhora, abespinhada:
-Se não fecha já a janela, morro de frio!
-Abra, já lhe disse!
-Feche, mande-lhe eu!
Então um cliente impaciente diz do seu lugar:
-Feche até que morra uma e depois abra até que morra a outra!!!

Anedota enviada por Zeca Galhão.

Menina faz anos


Partilhar:

Anedota de humor negro:

Houve um dia que o Hitler ao encontrar uma criança judaica lhe perguntou:
-Quê idade tens menina?
Responde ela:
-Tenho sete anos, mas amanhã faço oito!
Diz o Hitler:
-Ah Ah Ah! Não fazes não!

Anedota enviada por Moça Fada.

Menina a brincar com o cinzeiro


Partilhar:

Anedota de humor negro:

Estava uma menina a brincar com a cinza de um cinzeiro quando chega o Hitler e lhe pergunta:
-Estás prrocurrando alguém em especial?

Anedota enviada por 20 comer.

Azar dos diabos


Partilhar:

O telefone toca durante a noite.
– Está? Aqui fala o Joaquim, o caseiro da sua quinta.
– Aconteceu alguma coisa?
– Eu só lhe liguei para lhe contar que o seu papagaio morreu….
– O meu papagaio?!? O que ganhou o concurso??
– Sim, esse mesmo.
– Que aborrecido! E ainda por cima o bicho custou-me uma fortuna. E de que morreu ele?
– Talvez de comer carne estragada…
– Carne estragada? Mas quem ia dar carne estragada ao papagaio?!?!?
– Ninguém. Foi ele sozinho que se pôs a comer a carne de um dos cavalos que morreram…
– Cavalo? Qual cavalo???
– Um dos seu puros-sangue árabes…. Morreram os dois de esgotamento por puxarem a carroça da água durante a noite…
– O senhor não está bom da cabeça! Que carroça??
Por causa do incêndio…
– Mas que incêndio,homem?
– O incêndio que houve na quinta… Uma vela pegou fogo ás cortinas…
– Mas que vela homem?? Então a quinta não tem electricidade?!?
– Foi uma vela do velório…
– Mas que velório?
– O da sua mãe… Veio cá sem avisar e eu dei-lhe um tiro por pensar que era um ladrão…

Anedota enviada por Djohnny.

1 de 212