O homem que não conseguia ler


Partilhar:

– O que está escrito aqui? – pergunta o médico.
– Não sei, não consigo ler… – responde o paciente!29
O médico aumenta a letra:
– E agora?… O que está escrito aqui?
Ele esforça-se, mas não consegue ler nada!
Várias tentativas depois, o médico conclui:
– Bom, só há uma solução, vamos ter de operar!
Depois da operação, o doente pergunta ao médico:
– E agora doutor? O senhor acha que eu vou conseguir ler tudo?
– Claro que sim!…a operação foi um sucesso! – responde o médico.
– Ainda bem, doutor, como a medicina está avançada!
– O senhor acredita que antes da cirurgia… EU ERA ANALFABETO?

Anedota enviada por Amilcar Alhão.

Médico substituto


Partilhar:

Um médico queria DESCANSAR e ir pescar.
Então aproximou-se do seu assistente e disse-lhe:
– Evaristo, amanhã vou pescar e não quero fechar a clínica. Acha que consegue cuidar dela e de todos os pacientes?
– Sim, senhor! ? respondeu Evaristo.
O médico foi pescar e voltou no dia seguinte.
– Então, Murphy, como correu o dia?
– Cuidei de três pacientes. O primeiro tinha uma dor de cabeça e, então, eu dei-lhe Paracetamol.
– Bravo, meu rapaz .
– E o segundo? – perguntou o médico.
– O segundo teve indigestão e eu dei-lhe Guronsan – informou Evaristo.
– Bravo, bravo! Você é bom nisto? E o terceiro? – perguntou o médico.
– Bom, doutor, eu estava sentado aqui e, de repente, abriu-se a porta e entrou uma linda mulher. Ela arrancou a roupa, despiu tudo, incluindo o sutiã e as cuequinhas. Depois deitou-se sobre a secretária, abriu as pernas e gritou:
«AJUDE-ME, pelo amor de Deus! Há cinco anos que eu não vejo homem!»
– Nossa Senhora, Murphy, o que é que fez? – perguntou o médico.
– Eu pus-lhe gotas de Visadron nos olhos, doutor!!!

Anedota enviada por Zeca Galhão.

Risada no velório


Partilhar:

No meio da tristeza de um velório, uma amiga olha para uma amiga e começa a rir.
– O que é isso, Suelen??? – pergunta a amiga, aflita.
– Estou rindo daquele arranjo de flores em forma de coração no caixão!
– E qual a graça disso? – sussurra a amiga.
– Isso é uma homenagem que os amigos médicos fizeram para o falecido. – diz a Suelen enquanto se ri.
– Mas ele era o melhor cardiologista da cidade! – exclama a amiga.
Ao que a Suelen responde:
– Pois então… É disso mesmo que eu estou rindo! Quero só ver o que vão pôr quando o meu marido morrer. É que ele é o melhor ginecologista da cidade!

Anedota enviada por Cristiane.

Idoso não consegue dar a segunda


Partilhar:

O velhinho de 70 anos foi fazer um exame ao seu médico e durante as observações disse ao médico que estava com um problema sério:
– Senhor Doutor, estou com um problema grave! Quando faço amor com minha esposa, nem sempre consigo ir para a segunda.
O médico riu e disse:
– Ora, meu senhor, na sua idade a primeira já merece aplausos.
O velho insistiu:
– O pior doutor é que na primeira eu sinto frio e na segunda eu sinto calor.
O médico ficou curioso e resolveu dar atenção ao velho.
– Então vejamos, qual o intervalo médio entre a primeira e a segunda ?
O velhinho respondeu:
– Bom, a primeira eu dou em Janeiro e a segunda em Julho.

Anedota enviada por Cão Galhão.

Abra a boca, Luisinha!


Partilhar:

A Luisinha foi ao dentista! Quando chegou a sua vez o doutor disse:
– Oh, Luisinha, senta-te aí e abre a boca!
– Muito obrigada senhor doutor! – responde a Luisinha.
– Então porquê Luisinha? – pergunta o doutor.
– Porque em minha casa estão sempre a dizer-me “cala a boca, fecha a boca, cala a boca, fecha a boca, …”

Anedota enviada por Xibanga.

1 de 212