O Sardinho


Partilhar:

Diz a professora para os alunos:
– Amanhã, tragam todos um animal de estimação.
No outro dia, diz a professora para a menina Raquel:
– Então menina Raquel, diga-me lá o que é que trouxe…
– Eu trouxe uma cadelinha, senhora professora.
– E como é que sabe que é uma cadelinha e não um cãozinho?
– Porque é uma menina tal como eu.
– E o Pedrinho o que trouxe?
– Eu trouxe uma pombinha, senhora professora.
– E como é que sabe que é uma pombinha e não um pombo?
– Porque ela põe ovos.
– Muito bem! E o menino Joãozinho, vá, diga-me lá o que é que trouxe?
– Eu trouxe um sardinho, senhora professora.
– E como é que sabe que é um sardinho e não uma sardinha?
– Porque na lata dizia “sardinha com tomates”!

Anedota enviada por Tasca Gado.

Notas baixas e o salário da professora


Partilhar:

notas baixas salario

«Professora: Joãozinho as suas notas estão muito baixas!
Joãozinho: É para combinar com o salário da professora.»

Para quê ir à escola?


Partilhar:

Uma velhota passa por um miúdo na rua e pergunta-lhe:
– Porque é que não vais à escola?
O miúdo:
– Para quê, se não sei ler?!

Anedota enviada por Ava Gina.

O mal de copiar


Partilhar:

Quando pouco se sabe, muito se erra. Como no caso deste aluno, que até a copiar é mau.

o mal de copiar

É ótimo, ótimo!


Partilhar:

Numa escola de betos pergunta a professora:
– António, diz-me uma flor começada por “R”.
Rosa! – Diz o António.
– Ai! É ótimo, é ótimo, é ótimo. João, diz-me uma flor começada por “C”.
– Cravo! – Diz o João. Ai!
-É óptimo, é ótimo, é ótimo. Zézinho, diz-me uma flor começada por “O”.
– Hum, …orgasmo! – Diz o Zézinho.
– Orgasmo?! Mas org*smo não é uma flor!
– Mas é ótimo, é ótimo, é ótimo…

Anedota enviada por Amilcar Alho.

1 de 3123